Feridas na vagina: o que pode ser? Sintoma da herpes?

As feridas no órgão genital feminino ou ferida na vagina podem indicar diferentes doenças, inclusive, doenças sexualmente transmissíveis, as DSTs, como é o caso do HPV, sífilis e herpes, bem como doenças de pele. Nesse último grupo entram a dermatite atópica, dermatite de contato, molusco contagioso e a granuloma inguinal infecção cutânea genital, além de outras doenças de pele, como o vitiligo.

A cervicite, uma inflamação do colo do útero, de origem viral, bacteriana ou parasitária, e a vulvovaginite, inflamação da vulva e da vagina, de origem infecciosa, também podem causar a ferida na vagina. Da mesma forma, cistos, abcessos e mesmo o atrito provocado na relação sexual, com o banco da bicicleta ou por conta de roupas apertadas, são outros motivos.

Causas, tipos e sintomas do herpes

Herpes genital como se pega

Entre as doenças que causam ferida na vagina, o herpes é uma das mais comuns, consistindo em uma infecção viral. Embora possa aparecer em qualquer parte do corpo, o seu sintoma mais frequente são as bolhas pequenas que surgem ao redor dos lábios vaginais. Mesmo que a infecção possa se dar por meio de objetos, o mais comum é por contato entre pessoas.

São dois os tipos do herpes, sendo provocados por vírus diferentes. Um deles é o chamado de tipo 1 (HSV-1), estando relacionado, em especial, a infecções no rosto, boca e lábios. Esse tipo é bastante frequente na infância, podendo se manifestar até nos olhos e levar a uma infecção no revestimento do cérebro. A saliva infectada é o principal meio de contágio.

Já o vírus do herpes tipo 2 (HSV-2), também chamado de herpes genital, é transmitido sexualmente, sendo que além de ferida na vagina pode haver outros sintomas, como coceira, bolhas e úlceras genitais.

Muitas vezes, a transmissão acontece sem nenhum dos envolvidos saberem, pois pessoas que não estão com o sistema imune debilitado podem nem mesmo apresentar lesões visíveis.

Como prevenir e tratar herpes

Já que uma das formas mais comuns de como se pega herpes é por meio do contato sexual, uma maneira bastante eficiente de prevenir a doença é usando preservativo em todas as relações sexuais.

Além de evitar o contágio da relação sexual herpes, essa medida vai prevenir muitas outras doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis e a HPV, que também causam ferida na vagina. É necessário ainda evitar o contato direto com as lesões que as pessoas apresentem na boca e no rosto.

Mas se isso acontecer é fundamental lavar bem as mãos e não levá-las para a boca e olhos. Enquanto isso, o melhor tratamento para herpes vai depender de cada pessoa, sendo que o médico vai avaliar o quadro e pode receitar medicamentos antivirais quando preciso. É possível que pessoas que contraiam o herpes tenham crises recorrentes, sendo importante ter acompanhamento especializado.

Mesmo que não possua status de doenças grave, quando não conta com os cuidados médicos adequados, a pessoa contaminada pode ter complicações de saúde. É possível citar herpes que se espalha por todo o corpo, a chamada erupção variceliforme, encefalite, infecção da traqueia e nos olhos, meningite e até pneumonia.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply