Relação sexual quando se tem herpes: cuidados e prevenção!

Mesmo com herpes genital, é possível ter uma vida sexual saudável, basta tomar alguns cuidados para não agravar a situação em caso de uma infecção, e também não transmitir o vírus ao parceiro.

Que cuidados devem ser tomados?

Usar camisinha em relações sexuais com herpes

Herpes simples e herpes genital requerem cuidados semelhantes. Como o contagio só se dá pelo contato direto, pelo compartilhamento de objetos comuns, não é muito difícil evitar.

Caso você tenha herpes, você não deve compartilhar itens pessoais com outras pessoas, principalmente se estiver com uma infecção ativa. Evite o uso compartilhado de itens como:

  • Talheres;
  • Copos;
  • Toalhas;
  • Batons e pincéis de maquiagem.

Para a herpes genital, é preciso usar camisinha.

O que pode e não pode fazer para não passar a doença para outra pessoa?

Para prevenir transmitir o vírus do herpes para as pessoas que convivem com você, alguns cuidados devem ser tomados. Além de separar algumas coisas de uso pessoal quando o vírus estiver ativo, é bom evitar também:

  • Contatos com as mesmas roupas, beijos (herpes labial, ou herpes simples) e contatos físicos.
  • É indicado, para a herpes labial, o uso de pomadas, que protegem a lesão de infecções por novas bactérias e fungos, e também protege quem está perto de uma exposição mais elevada.
  • É comum o desejo de ‘espremer’ as bolhas que aparecem, mas isto deve ser evitado a todo custo. Este líquido contem agentes contaminantes, que podem passar das mãos para outras pessoas.

É possível fazer sexo mesmo com herpes genital?

É possível manter relação sexual com herpes genital

É possível, e se tomados devidos cuidados, é seguro. No caso do herpes genital, é preciso observar se a camisinha protege a região onde há a infecção. Avaliar se durante o contato o preservativo será o suficiente, assim como no momento da ação, mas é importante para preservar a saúde dos dois.

O ideal, é não ter relações durante a atividade do vírus, as feridas provocadas pela infecção duram em média 10 dias, quando tratadas. Esperar este tempo é seguro quando se quer ter a certeza de não transmitir o vírus ao parceiro.

Sexo oral também transmite o vírus do herpes genital. A camisinha pode proteger os dois, desde que não haja contato com a pele lesionada, ou com fluídos contaminados.

Quando um dos dois tem herpes labial, o sexo não precisa ser evitado durante o período de infecção, desde que não haja contato com os lábios de forma desprotegida.

Tratamento natural para herpes

Alguns remédios caseiros podem aliviar o incomodo causado pelas feridas provocadas pelo herpes.  É possível beber chás que ajudam a cicatrizar e evitam a inflamação, e também, aplicar remédios naturais diretamente nas lesões.

Chá de Salsaparrilha (Smilax áspera)

Ingredientes:

  • 20 gramas de folhas secas de Salsaparrilha
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de Preparo:

Coloque as folhas de Salsaparrilha em infusão na água fervente, abafe por 10 minutos, coe e beba. Pode tomar até três vezes por dia, e também pode ser aplicado nas lesões para acalmar o incomodo.

Extrato de Própolis diretamente nas lesões

Para tratar as lesões e feridas do herpes, é possível aplicar de 3 a 4 gotas de extrato de própolis diretamente sobre elas. Há relatos de uma queimação e ardor que deve passar logo em seguida, mas que valem pelo benefício.

Como saber se tenho herpes

Como saber se tenho herpes

O vírus se manifesta por dor e coceira, com bolhas e pequenas feridas no genital, ou ao redor dos lábios. As feridas somem sozinhas depois de um tempo, mas sem cuidado, podem evoluir para feridas maiores.

É possível que haja febre, principalmente na primeira infecção. As bolhas possuem um líquido interno, virulento, e podem ser tratadas com pomadas. São similares, tanto quando aparecem na boca, quanto nos genitais. Os vírus são diferentes com tratamentos com remédios específicos.

Se você tem dúvidas se a ferida que há na boca é uma afta ou é herpes, pode fazer um exame de sangue para verificar se é portador do vírus do herpes simples. O teste pode ser feito ainda com uma amostra de material recolhido na lesão ativa.

No caso do herpes genital, uma raspagem na ferida deve recolher material para análise do líquido que pode ou não conter o vírus do herpes. Só a partir do diagnóstico final é que a medicação adequada pode ser indicada.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

One Response

  1. Allan Neves

Leave a Reply