Feridas na boca: pomadas e o que pode ser? Veja aqui.

Feridas na boca ou lesões bucais são alterações na boca, nos lábios ou língua, que incluem machucados ou inchaços, por dentro e ao redor da boca. Esses problemas podem se desenvolver por diversas causas. Feridas e machucados bucal são problemas comuns. Enquanto algumas não são contagiosas, outras feridas precisam de tratamento. As feridas mais recorrentes são:

  • Afta;
  • Herpes labial.

Conhecendo melhor as causas de feridas na boca

Herpes ou afta: qual desses dois eu tenho?

Aftas e herpes costumam ser confundidas, mas há diferenças notáveis entre elas. Para saber melhor, observe se a ferida está dentro ou fora da boca, se tem bolhas ou não, e se desaparece sozinha e em quanto tempo. Isto diferencia a herpes labial das aftas. Herpes labial é um vírus que depois do contágio não possuiu uma cura, enquanto a afta envolve um problema bem mais simples. Ambos ocorrem na boca e são infecções. Veja se sua ferida na boca é herpes ou afta:

Herpes simples: o nome pode ser herpes simples, ou herpes labial. É causado por um vírus, incurável e altamente contagioso. Pode ficar inativo no corpo por toda a vida, e nunca se manifestar. Quando há uma infecção, ocorrem bolhas dolorosas, pequenas e grandes, em grupos, ao redor dos lábios, podendo se estender até perto do nariz. O tratamento é sintomático. A herpes na boca tem tratamento, que diminui a duração dos sintomas, porém permanece no organismo para o resto da vida.

Aftas: pequenas inflamações mais esbranquiçadas dentro de uma área vermelha dolorida. Não há risco de contágio, e elas ficam dentro da boca, em geral na parte interna dos lábios. Entre o surgimento e a cura, duram poucos dias. São provocadas por bactérias e vírus, mas também ocorrem mais em que tem problemas do sistema imunológico, está sob estresse, ou fuma. As feridas na boca podem causar grande incômodo, sendo possível utilizar antissépticos.

Como tratar as feridas na boca?

Higiene bucal é indispensável, mas quando há aftas ou lesões causadas pelo vírus do herpes, é necessário algum cuidado extra. Para a Herpes, é preciso usar anestésicos em forma de pomada, e o médico pode indicar ainda algum antiviral para evitar o surgimento. Será preciso passar pomadas de aciclovir nas feridas que se desenvolvem na boca ao redor dos lábios. Os sintomas da herpes também podem ter uma duração mais curta se o tratamento for associado com comprimidos de aciclovir.

No caso das aftas, pomadas analgésicas podem agir diminuindo a dor, mas as aftas em geral, desaparecem sozinhas entre 7 e 10 dias. Há quem indique utilizar sal como um antisséptico ou até mesmo produtos em spray que irão amenizar a dor e tratar a infecção.

Uma recomendação comum para ambos os casos é evitar o estresse. Ele é um dos fatores de risco que pode aumentar as chances de feridas tanto por afta, quanto por herpes labial. Cuidar para que o organismo esteja sempre bem protegido com uma dieta balanceada e atividades físicas de acordo com a condição de cada um é também importante para manter a imunidade equilibrada.

Se for frequente pode ser sinal de algo mais sério

Aftas e sapinhos (candidíase) são mais comuns em quem está com a imunidade baixa, assim, pessoas com câncer, sífilis, HPV, HIV, ou inflamações e infecções ocultas, podem estar apresentando feridas na boca de forma recorrente por causa da deficiência na imunidade.

Por isso, caso esteja sofrendo com o problema de uma forma mais frequente é preciso consultar um médico para que o problema maior seja diagnosticado e tratado.

Lúpus causa lesões semelhantes às aftas, mas o diferencial é que costumam ser indolores. Há ainda feridas causadas pela sífilis e também pelo vírus HPV, que se assemelham a lesões comuns, como ‘acne’ ao redor dos lábios, mas com maior tamanho e intensidade da dor.

São feridas que duram de cinco a dez dias mas que devem, assim que surgirem serem vistas por um profissional de saúde para descartar doenças mais graves.

Para o portador do herpes simples é comum ter uma infecção mais forte da primeira vez, e depois, de tempos em tempos ter novas infecções mas com intensidade cada vez menor. Quando isto não ocorre, e a pessoa ainda apresenta infecções frequentes com bolhas dolorosas ao redor dos lábios, é preciso investigar também se não há alguma outra coisa minando a imunidade. A exposição ao sol aumenta a chance de uma nova crise da doença. Nos casos mais graves o paciente pode apresentar até mesmo febre.

Sintomas de Herpes labial simples

Os principais sinais e sintomas de herpes simples incluem:

  • Pequenas bolhas, aftas ou úlceras geralmente na boca, nos lábios, nas gengivas ou nos genitais;
  • Nódulos linfáticos aumentados no pescoço ou na virilha (geralmente somente no momento inicial da infecção);
  • As feridas podem ser bastante doloridas, causando desconforto e incômodo.
  • Febre, especialmente durante o primeiro episódio de infecção.

Herpes é contagioso?

Extremamente contagioso, depois da infecção o vírus encontra as células nervosas e fica dentro do corpo pelo resto da vida. Em situações em que a infecção volta a aparecer o portador passa a transmitir para outras pessoas. Nem sempre é necessária uma infecção para haver a transmissão.

Mães gravidas podem passar o vírus aos filhos durante o parto. Nestes casos, quando o vírus é descoberto ainda no pré-natal – ou antes – a mãe é colocada em tratamento para evitar o contagio do filho. O parto é feito por cesariana para diminuir as chances de transmissão.

Como se pega herpes?

Veja aqui como se pega herpes

Tanto a herpes simples, quanto a herpes genital são pegas da mesma forma. O contato direto é a principal causa, mesmo que o portador não esteja com uma ferida à vista. Porém uma é contraída através do beijo, contato com objetos de uso pessoal, como canecas, talheres e outros. Uma vez infectado, o período de incubação é de aproximadamente duas semanas.

Contatos simples como:

  • Troca de talheres;
  • Compartilhar toalhas;
  • Partilhar o mesmo copo;
  • Beijos;
  • Usar mesmo batom;
  • Sexo sem preservativo (inclusive oral).

Se este contato se der entre uma pessoa saudável e outra infectada, podem significar contágio. Depois de infectar, nem sempre o vírus se desenvolve, podendo ficar dormente por toda a vida. Isto depende de fatores como imunidade e presença de outras doenças.

Tipos de herpes

O vírus do herpes simples é o HSV-1, que causa lesões exclusivamente no rosto, a herpes genital é provocada por outro vírus, similar, mas que atinge outra região, o vírus HSV-2, do herpes genital.

Um vírus não afeta a outra região, essa diferenciação só pode ser feito por um exame de sangue.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply